Faça de 2017 o melhor ano da sua vida (até agora)! – Uma série de posts para ajudar você a se preparar para viver o seu ano

Siga e compartilhe essa ideia:

 

2017Já é Natal na Leader Magazine e a gente já começa a pensar em 2017. Surge até aquela sensação de que o ano já acabou, que já está na hora de encerrar expediente e deixar tudo pro ano que vem. Mas 2016 ainda não acabou não! Você pode aproveitar esse finalzinho de ano para preparar o caminho para o ano mais incrível da sua vida.

Foi pensando nisso que decidi criar uma série de posts que irão ajudar você a preparar o terreno para começar 2017 bem equipado e viver o melhor ano da sua vida até agora!

Então, nada de abandonar 2016! Pegue ele com carinho e faça estes últimos 30 dias valerem a pena. Faça deles um investimento para 2017.

 

ANTES DE 2016, 2017!

check-up
E, neste post de abertura, como primeira atitude rumo a um 2017 realizador, vamos tirar um tempinho para olhar pra 2016. Vamos fazer um check-up, com muito carinho, e aprender um pouco com esse ano que passou. Ou melhor, está passando. Vem comigo!

 

REVISANDO 2016

Vamos revisar 2016 em quatro passos:

Passo 1 – Revisando as metas para 2016

Pegue sucheckupa lista de metas para esse ano e faça um checklist. Essa é a hora de colocar tudo na ponta do lápis. Rever o planejamento anterior é o primeiro passo para um novo planejamento.

Mas você pode se desanimar nesse primeiro passo por não ter essa tal lista. Mas não desanima não. Caso você não tenha uma lista formal, por escrito, ou mesmo informal, você pode voltar no tempo, lembrar das festas de fim de ano de 2015, e tentar reviver quais eram suas expectativas para esse ano.

Esses momentos de passagem de ano são muito ricos em sonhos, expectativas. A proximidade do início de um novo ciclo gera em nós uma motivação extra, e nos enchemos de energia pra começar essa nova etapa.

Então, depois de fazer essa retrospectiva, anote tudo que você lembrar.

Com sua lista em mãos, é hora de sinalizar quais expectativas foram alcançadas e quais não; quais metas foram cumpridas e quais não foram.

Esse diagnóstico será importantíssimo para os passos seguintes.

 

Passo 2 – Perdoe-se

coracaoÉ comum, neste momento de revisão, diante de uma lista com muitos objetivos não alcançados, bater aquela frustração e, acompanhado dela, um sentimento de culpa.

Então, depois do diagnóstico, vamos limpar o terreno: é hora de se perdoar.

Preciso lembrar aqui que a culpa não produz nada de positivo. Pelo contrário. A culpa funciona no nosso emocional como um peso morto que insistimos em carregar. Você quer avançar, mas tem aquele peso te puxando pra trás. Livre-se desse peso: Perdoe-se!

Nem sempre é fácil, eu sei. Se você sofre com o perfeccionismo, então, nem se fala. A cobrança exagerada de resultados positivos – leia-se resultados perfeitos – nos paralisa. Para ajudar você a se livrar desse peso desagradável, proponho dois exercícios:

Quer se livrar da culpa? Siga essas dicas:

Use sua fé:

Você já sabe que que Jesus levou sobre si próprio todas as nossas culpas. Você sabe que ele te ama do jeito que você é, com seus erros e acertos, pontos positivos e pontos nem tão positivos. Ele te ama e te aceita! Se você consegue crer nisso, deixe com ele toda sua “incapacidade” e viva 2017 como uma criança que, quando erra, continua sendo amada, linda e livre para continuar até acertar. Viva a sua fé!

Use sua empatia:

Imagine que um amigo muito querido lhe conte que não alcançou seus objetivos em 2016. Ele te mostra a lista dele, e te conta, muito triste, que está se sentindo um fracassado nesse fim de ano. Afinal de contas, ele tinha tantos objetivos, tantos sonhos e não conseguiu realizar nem a metade deles.

Então, o que você diria a esse amigo? E por que você não pode dizer isso para você mesmo?

Muitas vezes somos compreensivos e carinhosos com nossos amigos e conosco agimos como um carrasco malvado 😉

Você também merece carinho e compreensão. Pratique um pouco de empatia com você mesmo e sinta-se acolhido.

 Passo 3 – Aprendendo com 2016

aprenderr“O ser humano não pode deixar de cometer erros; é com os erros que os homens de bom senso aprendem a sabedoria para o futuro.” Plutarco

Chegou a hora de aprender com os seus erros e acertos.

Escreva ao lado de seus objetivos alcançados quais atitudes, emoções, sentimentos, contribuíram para que você os realizasse.   Faça o mesmo com os objetivos não alcançados, escrevendo o que dificultou a realização deles.

Nesse momento, você pode perceber a existência de padrões. Talvez você realize mais metas no âmbito profissional do que no âmbito pessoal, por exemplo. Ou realize mais as que envolvam determinada habilidade sua. Ou perceba a dificuldade de realizar atividades que demandem algum tipo de sacrifício…

O interessante é que, com a identificação desse padrão, você aumenta seu autoconhecimento e estará melhor preparado para enfrentar os desafios de 2017.

Se você quer fazer exercício físico, por exemplo, e não consegue, mas já percebeu que sempre cumpre suas metas de estudo ou leitura, você pode fazer exercício ouvindo um áudio book. Você estará unindo um hábito prazeroso a um nem tanto, potencializando a realização dele.

Passo 4 – Agradeça

gratidaoPor fim, mas não menos importante, agradeça. Agradeça pelo que 2016 foi e pelo que não foi.

“E sejam agradecidos a Deus em todas as ocasiões” 1 Ts 5.18

Nós fazemos planos, e devemos mesmo fazer, mas a vida acontece independente dos nossos planos. E o inesperado também deve ser motivo de gratidão. Por mais que ele tenha vindo com uma cara de malvado, ele contribui para o nosso bem.

Não dá pra começar um ano novo realizador cheio de culpa pelo que não fez, de ressentimento pelo que não aconteceu, ou pelo que aconteceu e você não curtiu.

2016 pode não ter sido um ano bom pra você, por coisas que aconteceram que estavam fora do seu poder de ação. Você pode ter perdido um ente querido, ou ficado doente… Agradeça por isso também. Não, não é tão fácil como quando tudo vai bem, mas é igualmente necessário.

A gratidão tem o poder de nos empurrar pra frente, enquanto a culpa e a tristeza nos puxam pra trás. E nossos sentimentos são frutos das nossas decisões. Decida ser grato a Deus por tudo!

A Bíblia nos ensina que: “tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus e andam segundo o seu propósito”. Então, tudo que aconteceu vai resultar para o seu bem. Creia nisso e encha-se de gratidão.

 

Nos próximos posts da série vou trazer mais dicas e exercícios para um 2017 novo de verdade. Se você não quer perder nenhum, inscreva-se aqui para ficar sabendo em primeira mão.

E você? Tem alguma dica pra gente de como encerrarmos 2016 com chave de ouro? Compartilha aqui nos comentários. Vou adorar ler =)

Siga e compartilhe essa ideia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou? Compartilhe com seus amigos.